Weby shortcut
LAAN
Logo UFG

Sistema Esquelético

By Guilherme Pinheiro Santos Updated at 11/19/14 09:38 .

1. INTRODUÇÃO

Esqueleto é aplicado para a armação de estruturas duras que suporta e protege os tecidos moles dos animais sendo 20% do peso corporal. Suas funções podem ser de sustentação, conformação, arcabouço, proteção de partes moles, reserva de minerais, Hematopoiética (produção de sangue), locomoção. O esqueleto pode ser dividido em axial, apendicular e esplâncnico. Sendo que o apendicular inclui ossos dos membros, axial compreende a coluna vertebral, costelas, esterno e crânio. E enfim, o esplâncnico ou também chamado de visceral, consiste de certos ossos desenvolvidos na substância de alguma das vísceras ou órgãos moles. A quantidade de ossos do esqueleto de um animal varia com a idade. Em adultos da mesma espécie ocorrem recorrentes variações numeras, como exemplo, o tarso e carpo de um equino. 

1.2. Classificação

Assim como o esqueleto tem divisões, os ossos também têm as suas, sendo divididos em quatro classes de acordo com a forma e função. Dentro das quatro classes temos os ossos curtos, ossos longos, ossos planos e ossos irregulares.

a. Ossos curtos têm dimensões similares no comprimento, largura e espessura. Sua principal função parece ser de difusão da concussão. Esses ossos diminuem a fricção ou mudam a direção dos tendões ou aumentam a força de alavanca para os músculos e tendões. 

b. Os ossos longos são de forma cilíndrica alongada com extremidades alargadas. A parte cilíndrica, chamada diáfise ou corpo, é tubular e limita a cavidade medular que contem a medula óssea.c. Ossos planos são desenvolvidos em duas direções. Eles protegem os órgãos que os cobrem e fornecem área para inserção dos músculos. Esse tipo de osso são formados de duas lâminas de osso compacto com osso esponjoso e medula óssea interpostos. 

d. Ossos irregulares tem a forma irregular tendo diversas funções, sendo essas não claramente especificadas. 

2. DESENVOLVIMENTO E CRESCIMENTO

O processo chamado ossificação é elaborado essencialmente pelas células produtoras de osso, chamados osteoblastos. Ossos que são desenvolvidos em tecido fibroso são chamados de membranosos e aqueles pré-formados em cartilagem são chamados de ossos cartilagíneos.

Existe a ossificação endocondral e a intramembranosa. A intramembranosa começa em um definido centro de ossificação, onde os osteoblastos circundam-se com a deposição de osso. E na ossificação endocondral o processo é quase o mesmo, mas é um pouco mais complexo. Os osteoblastos migram da face profunda do pericôndrio para a cartilagem e causam a calcificação da matriz. O osso pericondral é constituído pelos osteoblastos do periósteo primitivo. Os osteoblastos também fazem a função de absorção do osso primário, originando as cavidades medulares.  

2.3. Propriedades do osso

A matéria orgânica e a inorgânica fazem parte da consistência do osso seco. A matéria orgânica da elasticidade e flexibilidade, e a matéria mineral endurece o tecido ósseo. A parte orgânica do osso consiste principalmente de colágeno ósseo, que quando fervida produz gelatina

A dureza do osso é devido à deposição de sais minerais na matriz orgânica mole. O osso mesmo é um tipo de tecido conjuntivo altamente particularizado que é duro e branco. Trama orgânica e os sais minerais inorgânicos também fazem parte dos componentes do osso. 

2. BIBLIOGRAFIA

Sisson & Grossman: Anatomia dos animais domésticos / Robert Getty; [tradução Alzido de Oliveira... et al.]. – [reimpr.] – Rio de Janeiro: Guanaba Koogan, 2008.

Horst Erich Konig, Hans-Georg Liebich / Anatomia dos animais domésticos - tradução: Régis Pizzato; revisão técnica: José Manoel dos Santos; consultoria em nomenclatura anatômica: Luciana Silveira Flôres Schoenau. – 4. Ed. – Porto Alegre: Artmed, 2011.

Autores:

Leiny Paula de Oliveira

Acadêmica do curso de Medicina Veterinária

Universidade Federal de Goiás - Campus Jataí

Guilherme Pinheiro Santos

Acadêmico do curso de Medicina Veterinária

Universidade Federal de Goiás - Campus Jataí

 

List all Back